descubra porque é importante contratar um seguro viagem

Indo pra Europa? Veja porque é importante contratar um seguro viagem

Na hora de planejar a viagem de férias para a Europa, é preciso levar em conta alguns “detalhes” que fazem toda a diferença. Afinal de contas, ninguém quer ter dores de cabeça ou interromper a viagem antes mesmo dela começar. Junto com o passaporte, o seguro viagem também é um item obrigatório para entrar em países europeus que fazem parte do Tratado de Schengen.

Embora a gente sempre espera o melhor, evitar de pensar que pode acontecer algo, é importante estar prevenido. Ainda mais quando estamos fora do nosso país, onde tudo pode ser diferente e você ter que pagar valores exorbitantes porque o seu plano de saúde não cobre despesas médicas no exterior.

Para tirar as suas dúvidas, preparei esse post que explica o que é um seguro viagem, sua importância e como funciona, além de dicas para escolher a opção mais adequada à você e sua viagem. 😉

O que é o Tratado de Schengen?

O Tratado de Schengen é um acordo de livre circulação entre 26 países da Europa. Apenas o Reino Unido, Irlanda, Croácia, Romênia e Bulgária não participam desse tratado.

Para circular nesses países, é exigido um seguro viagem no valor mínimo de € 30.000 euros para todos os turistas. Este seguro deve cobrir as despesas médicas ocorridas durante a viagem, inclusive em caso de óbito.

Países que participam do Tratado de Schengen: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça, Liechtenstein e Chipre.

Qual a vantagem de contratar um seguro viagem?

Como comentei, o seguro viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países da Europa. Logo, ele pode ser solicitado na imigração, junto com o passaporte e demais documentos. Embora seja raro acontecer, pode ser um empecilho para atrapalhar as suas férias tão esperadas.

Além disso, nunca sabemos quando vai acontecer algo e se vamos ter assistência ou não. Imagina ficar doente ou se envolver em um acidente em um lugar onde você não conhece nada, além dos pontos turísticos. Não tem ideia de como funciona a saúde pública (se funciona ou não) e o sistema de saúde privado. Junta tudo isso com o fato de ter que se comunicar em outro idioma que você não domina super bem…A viagem que era para ser uma boa lembrança, se torna um pesadelo.

Com o seguro viagem, você tem cobertura médica durante toda a sua viagem, incluindo despesas médicas de urgência e emergência, assistência odontológica, fisioterapia, translado de corpo (em caso de óbito), e até uma indenização em caso de invalidez permanente ou morte acidental. Além disso, o seguro cobre extravio de malas e auxílio para cobrir despesas em caso de cancelamento de viagem.

Para quem gosta de aventuras, existe um seguro viagem com assistência especial para quem pratica esportes durante a viagem. Dentre os esportes cobertos, estão: sky, surf, maratonas e até safaris.

Dicas para contratar um seguro de viagem

Assim como o plano de saúde, existem diversas empresas que oferecem seguro viagem. Por isso, é importante escolher com atenção para ter a opção mais adaptada às suas necessidades e ao seu bolso, claro. Abaixo, você tem algumas dicas para contratar o seu seguro.

1) Veja se no país de destino o seguro é obrigatório

Depois de montar o roteiro da sua eurotrip, verifique se os países selecionados fazem parte ou não do Tratado de Schengen.

seguro-viagem-vem-comigo

Se estiver dentro da lista de países participantes, você já sabe que vai precisar de um seguro de viagem com uma cobertura mínima de € 30.000.

Caso não seja obrigatório, minha sugestão é viajar com um seguro mínimo, só para garantir. Uma dica é verificar se o seu cartão de crédito oferece esse tipo de serviço. Em alguns casos, ele é oferecido gratuitamente se você comprar as passagens aéreas com o cartão.

2) Avalie qual tipo de cobertura você precisa

Considerando que você precisa de um seguro para sua viagem, procure pensar no que pretende fazer, se inclui esportes ou atividades que podem te colocar em risco, um safari por exemplo. Se tiver algum problema de saúde crônico, é importante levar em conta na hora de examinar a cobertura do seguro.

3) Analise todas as coberturas oferecidas pelo seguro escolhido

Evite escolher um seguro somente pelo seu preço. As opções mais baratas, geralmente, incluem apenas uma assistência médica básica e uma indenização em caso de morte acidental. Já as opções mais completas podem cobrir além das despesas médicas, medicamentos, assistência odontológica, repatriação, extensão de internação hospitalar e de diárias em hotéis, passagem de ida e volta para um familiar, assistência jurídica, cancelamento de viagem, extravio e atraso de bagagem, entre outros.

4) Compare os seguros de viagem

Para facilitar a sua decisão, o ideal é usar sites que permitem você comparar vários seguros de viagem ao mesmo tempo. Uma dica é o site Seguros Promo que permite você selecionar de 2 a 4 planos para fazer um comparativo detalhado, com cobertura e preço.

Além disso, no próprio site da Seguros Promo você pode contratar o seguro escolhido e pagar por transferência bancária, boleto ou ainda parcelar em 10x no cartão de crédito.

Ah, seguidores do Vem Comigo ganham 5% de desconto. Basta usar o código de desconto VEMCOMIGO5, na hora de efetuar a sua compra ?

Ficou alguma dúvida sobre o seguro de viagem? Tem alguma seguradora que gostaria de recomendar? Escreva nos comentários!

Bisous,

2 Respostas

Oi Rafaela, tudo bom? Estou curtindo bastante a tua página, ótima, continue! ! tenho uma pergunta: tenho nacionalidade portuguesa, vou visitar a França (férias), preciso de seguro saúde?

Oi Ubaldo,
se for apresentar o passaporte europeu à imigração, você não é obrigado a ter o seguro mas é sempre uma segurança a mais. Afinal, a gente nunca sabe o que pode acontecer. 😉

Seu e-mail nunca será publicado. Campos obrigatórios marcados com *